segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Reponho uma poesia do poemário O canto em mim;


De Eros era a rosa

De Eros era a rosa
que em Prometeu
foi Fogo e limo.
depois centelha de vida.
Seria já rosa
o que Pandora
escondia na caixa divina?
Da rosa apenas ficou
a esperança encerrada;
a caixa fechou-se.
Prometeu, eternamente
devorado, e sempre renascido
como o lume que se reacende
e torna fresca a eterna rosa.

António Eduardo Lico

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Para os deuses a esperança é apenas uma vaidade ou até mesmo uma fraqueza,não é atoa que estava encerrada dentro da caixa de Pandora. Mas para nós meros mortais ela é uma benção, nos ajuda a sermos fortes.

      Eliminar
    2. Gostei muito do texto! Aguardo novidades!

      Eliminar
    3. Obrigado Janice.
      Obrigado Jaqueline.
      Resto de bom dia.

      Eliminar