sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Reponho uma poesia do poemário Sombras luminosas:


Lamento para os deuses desaparecidos

No tempo em que os deuses eram feitos de nada
e os homens eram feitos de tudo
os deuses eram felizes, e eram livres.
E eram muitos, nasciam do nada, e eram tudo.
Agora que desapareceram, devem estar nostálgicos
de divina nostalgia.

Não sei se os deuses, mesmo os desaparecidos,
sentem nostalgia; afinal já não existem.
Mais certo é os deuses que ainda existem
sofrerem de nostalgia, ainda que ferindo
os seus divinos atributos e potestades.

Não, não venho armado de intenções teológicas
ou sequer de nostalgia.
Os deuses antigos eram mais deuses
porque já não existem.

2 comentários:

  1. Lo humano de los dioses
    Lo divino de los humanos
    Y la nostalgia de la nostalgia
    que sigue...todavía...

    Me ha encantado

    Un beso
    (y gracias por compartir)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gracias por la visita y comentario.
      Buenas noches. Un beso.

      Eliminar