sexta-feira, 12 de julho de 2013

Este rio que corre sem águas

Reponho uma poesia do poemário Este rio que corre sem águas:


Não consta que Zeus fosse versado em gramática...

Não consta que Zeus fosse versado em gramática
e em Roma quis ser conhecido como Júpiter,
quase como se fosse a quarta geração olímpica.
A gramática não é atributo divino.
Como ficas bem pairando sobre o Coliseu
hesitante entre Homero e Virgílio
e Afrodite banhando-se feliz no Tibre
ignorando que já era Vénus.
O enigmático Eneias, esse de Tróia
que a Musa quis de Roma fundador
e viajante teleológico, guiado por experimentado aedo
que já te conhecia o destino.

António Eduardo Lico

5 comentários:

  1. Respostas
    1. Gracias Licha.
      Buen inicio de fin de semana.
      Abrazos.

      Eliminar
  2. A gramática da sua poesia é que é conscienciosa, pura. Sempre laivos da história dos homens.
    Abraço, amigo,

    ResponderEliminar