sexta-feira, 10 de maio de 2013

Reponho uma poesia do poemário O canto em mim:


Que este olhar não me vê

Oculto-me na multidão
e vejo-me passar ao longe.
Fito-me como se fosse estranho.

António Eduardo Lico

2 comentários:

  1. Tem dias que me vejo assim.
    Bem longe.
    Beijos!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim Janice. Então sabe como é a sensação.
      Bom fim de semana.
      Beijos.

      Eliminar